terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Ensaio dos dias


Pudera eu, transformar dias longos e tristes num simples pesadelo.

Mas os pesadelos se mostram no descanso noturno – período fértil de te sonhar e sentir como a tua ausência espanca meu corpo.

Você sempre me ganha!

Ainda não sei se gostaria que os dias longos e tristes tivessem sido perfeitos. A perfeição traz consigo a inércia, o dissabor.

Não quero que meu ar profano seja invadido pelo perfume melancólico que a previsibilidade tenta impregnar.

Corro, machuco, recupero, mas faço.

Quero ação, sempre.

Quero movimentação, sempre.

Ou seja, quero você nos meus dias (im)perfeitos.

Sempre.

(Thales Morgan - 2º ano Letras Português/ Espanhol)

Um comentário:

  1. Não disse que você nasceu para trabalhar as palavras com arte?! Fantástico!

    ResponderExcluir