quinta-feira, 8 de março de 2012

Salve! Salve! Mulheres... todas!


Salve! Salve! Mulheres... todas!
Aplausos... Aplausos...

Mulher não é iguaria
Para degustar
Nem tampouco mercadoria
Para comprar.

Mulher não é fantasia
Para rebolar
Nem tampouco objeto
Para decorar.

Mulher não é capacho
Para pisotear
Nem tampouco parracho
Para rastejar.

Mulher ... único ser que procria
Que gera outro ser...

Mulher... por teimosia
Auxiliadora do lar
Com alegria.

Mulher... detentora de sabedoria

Submissão...

Poesia...

Paixão...

Companhia...

E tantos outros quesitos
No dia-a-dia.

Mulher... feitura do Criador
Virtuosa
Perfume singular
Como a rosa.

Mulher... sinônimo de beleza
Meiguice
Delicadeza.

Mulher ... dádiva singela
Flor...
Naturalmente bela.

Salve! Salve! Mulheres... todas! Vencedoras... Guerreiras...
Casadas... Mães... Viúvas... Solteiras...
Minhas felicitações!!!
Aplausos... Aplausos...
E comemorações...
Hoje... amanhã... a vida inteira!

(Profa. Ms. Maricília Lopes da Silva - Colaboradora do site Recanto das Letras)

Nenhum comentário:

Postar um comentário